[sam_zone id=1]

Chuva de minhocas

Karsten Erstad é um biólogo da Noruega. Mas, apesar de sua experiência com o mundo animal, ele não acreditou quando encontrou milhares de minhocas enquanto esquiava. Primeiro, pensou...

841 0
841 0

Karsten Erstad é um biólogo da Noruega.

Mas, apesar de sua experiência com o mundo animal, ele não acreditou quando encontrou milhares de minhocas enquanto esquiava.

Primeiro, pensou que elas haviam saído de debaixo da terra, mas havia uma camada de 50cm de neve no chão que as teria feito congelar.

Em vez disso, parecia que os anelídeos tinham vindo do céu.

Karsten diz ter achado cerca de 20 minhocas por metro quadrado.

“Elas pareciam estar mortas”, disse ele ao jornal The Local. “Mas, quando as coloquei na mão, vi que estavam vivas.”

Karsten não foi o único a fazer esta descoberta. Sua história teve repercussão na mídia. E, com isso, surgiram diversos relatos parecidos.

Chuva de minhocas

 

Mistério

 

Mas como choveram minhocas na Noruega? E por quê?

Ninguém sabe ao certo. Acredita-se que, quando elas começaram a sair do solo no final do inverno, foram carregadas pelo vento.

Na montanhosa região costeira do país, elas teriam sido pegas em correntes termais – colunas de ar quente usadas normalmente por aves para se manter no ar e voar em círculos – e foram levadas para o céu.

Em algum momento, depois de viajar por certa distância, começaram a cair, criando a “chuva de minhocas”.

O fenômeno é raro, mas não é uma novidade. Em abril de 2011, uma escola na cidade de Galashiels, ao sul de Edimburgo, na Escócia, teve de cancelar uma aula de educação física quando minhocas começaram a cair sobre o campo.

 

Fonte: BBC

In this article

Join the Conversation